Mark Zuckerberg vende US$ 280 milhões em ações do Facebook

Venda de ações do facebook
Com seu patrimônio crescendo US$9 bilhões ao ano desde 2012, a venda de ações do Facebook em 2020 pode ter rendido a Mark Zuckerberg cerca de US$ 12,10 milhões por dia

Até outubro de 2020 Mark Zuckerberg ainda não tinha feito nenhuma venda de ações do Facebook no ano. Porém em novembro ele vendeu cerca de US$ 280 milhões em ações da empresa, segundo informações do site The Next Web

A estimativa é que o CEO do Facebook, que também é dono do Instagram e Whatsapp, tenha faturado uma média de US$ 12,10 milhões por dia, com a venda das ações do Facebook este ano.

Mas segundo o site, esta não foi a maior venda de Zuckerberg. Em 2013 ele vendeu US$ 12,72 bilhões em ações do Facebook. Na época, foi divulgado que o empresário usou parte do dinheiro para pagar impostos.

As ações do Facebook não caíram, mesmo em ano marcado por polêmicas

O ano de 2020 foi bastante polêmico para Zuckerberg. Durante os protestos em apoio a George Floyd, sufocado até a morte por um policial branco na cidade de Minneapolis, o presidente Donald Trump publicou mensagens com discursos de ódio na rede social. 

Uma série de levantes contra o racismo e a violência policial aconteceram em diversas regiões dos Estados Unidos e Trump continuou fazendo postagens controversas e o Facebook acabou não interferindo.

A decisão de Zuckerberg de não intervir nas postagens acabou repercutindo negativamente entre usuários da rede social e funcionários da empresa, fazendo o CEO do Facebook vir a público para informar que faria mudanças internas na plataforma. Zuckerberg aproveitou a ocasião para emitir um pedido de desculpas aos usuários e colaboradores.

“Quero reconhecer que a decisão que tomei na semana passada perturbou, decepcionou, ou machucou muitos de vocês.”

Mark Zuckerberg, CEO do Facebook

Além disso, o governo americano anunciou que vai processar o Facebook alegando que a empresa acabou privilegiando trabalhadores estrangeiros em seus processos admissionais. O departamento de justiça americano afirmou que a decisão do Facebook de contratar mão de obra estrangeira, portadores de vistos temporários, ao invés de cidadãos americanos pode configurar “discriminação”. 

Ações do facebook reprodução/wluc
Departamento de Justiça alega que Facebook deixou de contratar americanos qualificados para admitir estrangeiros

Com a recente decisão do governo americano, pode ser que as ações sofram alguma oscilação negativa, mas até o momento, mesmo em meio a polêmicas, as ações do Facebook subiram 37%.

Vale lembrar que o CEO do Facebook aparece na quinta posição no site Bloomberg que ranqueia as pessoas mais ricas do mundo, com um patrimônio estimado em US$107 bilhões. Segundo informações do Business Insider, Zuckerberg viu seu patrimônio líquido aumentar cerca de US$9 bilhões ao ano, desde 2012.

Se você gostou do nosso conteúdo não deixe de conferir também a decisão da empresa de remover 95% do discurso de ódio do Facebook por meio de IA.

Fonte: The Next Web; Forbes; The New York Times

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário