Vencedores do Hackaton da Bloomberg criam soluções para o mercado financeiro

Vencedores do hackaton da bloomberg criam soluções para o mercado financeiro
Projetos vencedores usaram a programação BQuant e Python: evento foi a última etapa de uma iniciativa maior da empresa

O Hackaton da Bloomberg anunciou, nesta terça-feira (20), os vencedores da 1ª edição da competição no Brasil. Os três projetos premiados, desenvolvidos por universitários usando programação em BQuant e Python, envolveram soluções digitais que facilitam profissionais do mercado financeiro. Confira a lista dos ganhadores e seus projetos:

  • Primeiro Lugar: Numbers Doing Trade (NDT) – Universidade de São Paulo
    No projeto campeão, os estudantes desenvolveram um Driver Monitor de fundo negociado em bolsa (ETF) que monitora o impacto do câmbio, juros e inflação. O NDT foi composto por: Vinícius Fernando BacaLuca BottinoEnzo BustamanteÉrico Faustino e Enrico Robazza.
  • Segundo lugar – A UFFinance BQuant – Universidade Federal Fluminense
    O segundo lugar ficou com o grupo carioca que criou um aplicativo de volatilidade que fornece o humor do mercado, com base no cálculo do Ibovespa VIX, em tempo real.
    A UFFinance BQuant foi formada por: Pedro Amorim, Patrick Fogel, Henrique Manoel, João Montenegro e Fernando Nogueira.
  • Terceiro Lugar – Litterman & Thorp & Carhart & Merton (LTCM) – Universidade Federal de Minas Gerais
    O projeto que ficou com o terceiro lugar também foi de um aplicativo. Este, por sua vez, analisa a taxa de juros de cada país.
    O LTCM foi formado por: Jadson Correa, Diego Della Rocca, Keven Mendes e Pedro Teles.

Em nome dos vencedores, a Filantropia Corporativa da Bloomberg fará doações à ONG Banco de Alimentos, ASID Brasil, para apoiar pessoas com deficiência, e Ismart (Instituto Social para Motivar, Apoiar e Reconhecer Talentos), que apoia jovens de baixa renda.

Primeiro lugar do hackaton de programação em bquant e python da bloomberg
Primeiro lugar do Hackaton de programação em BQuant e Python da Bloomberg

Curso de educação tecnológica da Bloomberg

O curso da Bloomberg foi ministrado para estudantes de nove universidades, de forma totalmente online. Eles aprenderam a usar o BQuant, que é uma linguagem de programação de escolha para ciência de dados e pesquisa de quantificação. A plataforma se integra com o Terminal Bloomberg e serviços de dados como BQL, junto com as bibliotecas Python de código aberto. Todos os estudantes – incluindo os não premiados – agora estão capacitados em gestão de ativos e fundos de hedge, que agora se juntam às milhares de pessoas que usam o BQuant em todo o mundo.

Hackaton da Bloomberg busca profissionais capacitados

A bloomberg ofereceu cursos para capacitar futuros profissionais, capazes de trazer soluções para o mercado financeiro
A Bloomberg ofereceu cursos para capacitar futuros profissionais, capazes de trazer soluções para o mercado financeiro

Após a capacitação, os alunos foram desafiados a desenvolver aplicativos que pudessem ser usados por profissionais de gerenciamento de ativos para resolver problemas reais do mercado. Todo o processo do concurso foi acompanhado de perto por mentores, que também compuseram o núcleo que julgou os projetos, tendo como parâmetros: criatividade, originalidade, aplicabilidade, qualidade do protótipo e metodologia pela Bloomberg.

O Hackaton da Bloomberg foi a última etapa da iniciativa de educação em tecnologia da empresa no Brasil, que realizou sessões de treinamento virtual com programação em BQuant e Python desde o ano passado para mais de 350 profissionais em empresas brasileiras.

Fonte: Bloomberg Brasil

Gostou do conteúdo? Então talvez você se interesse pelo Ateliê Digital, em que o Google lança cursos gratuitos de capacitação.

Veja também:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário