Tesla apresenta lucro recorde de US$ 438 mi no trimestre, com ajuda de Bitcoins

Fábrica da tesla
Obtendo resultados financeiros positivos pelo sétimo trimestre consecutivo, Tesla apresenta lucro recorde mesmo com problemas de suprimentos

Em divulgação de resultados mostrada ontem aos acionistas, a Tesla apresenta lucro recorde de US$ 438 milhões ou US$ 0,93 por ação, no primeiro trimestre de 2021, representando uma alta de 2.638% em relação ao ano anterior. Em 2020, a montadora liderada por Elon Musk obteve um lucro de US$ 16 milhões ou US$ 0,02 por ação. 

Apesar de apresentar resultados financeiros impressionantes, o mercado não reagiu bem e as ações da empresa registraram uma queda de 2% após o fechamento em Wall Street. A justificativa apontada pelos analistas é que a Tesla não apresentou números concretos em relação à entrega de veículos para 2021, apenas estimativas.

Tesla apresenta lucro recorde graças à venda de bitcoins e mercado chinês

Tesla apresenta lucro recorde mesmo vendendo apenas 2.020 unidades de veículos elétricos em 2021 e com a produção do sedã Model S e do SUV Model parada. As vendas da Tesla tiveram um crescimento de 74%, somando US$ 10,4 bilhões entre janeiro e março deste ano. De acordo com o relatório apresentado pela fabricante, foram vendidos 184.800 carros Model 3 e Model Y no primeiro trimestre. 

Em comunicado, Elon Musk informou que a entrega da nova versão do modelo S está prevista para maio, enquanto o modelo X deve ser comercializado somente no terceiro trimestre. O CEO da Tesla ressaltou que a falta de chips no mercado e problemas na cadeia de suprimentos resultaram no atraso das entregas dos veículos. 

Tesla apresenta lucro recorde
Conforme a estimativa dos últimos anos, a Tesla apresenta lucro recorde para no primeiro trimestre (Q1) de 2021

Mas a expectativa da fabricante é produzir 2.000 mil unidades dos modelos S e X por semana ainda este ano. A projeção da Tesla para 2021 é otimista, a empresa pretende alcançar um crescimento de 50% nas vendas de carros elétricos e bater a meta mínima de 750 mil veículos vendidos.

Outro fator que impactou positivamente os resultados financeiros da Tesla foi a venda de bitcoins. A montadora teve uma receita de US$ 101 milhões,  depois de vender aproximadamente 10% da sua carteira de criptomoedas. No início do ano, a empresa comprou cerca de US$ 1,5 bilhão em criptomoedas e em março começou a permitir o uso de bitcoin como pagamento na compra de veículos elétricos.

Apesar da decisão de vender uma parte da carteira, o diretor financeiro da Tesla, Zachary Kirkhorn, ressaltou que a fabricante de carros elétricos vai continuar aceitando pagamentos em bitcoins e manter o investimento em moedas digitais.

Fonte: The Verge; TechCrunch; CNBC; Electrek

Tags

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário