Salesforce considera adquirir o app de mensagens Slack

Salesforce e slack
A Salesforce, empresa de soluções relacionadas ao ambiente de trabalho, considera a compra do app de comunicação empresarial Slack para fazer frente à Microsoft

A companhia americana Salesforce, responsável por oferecer softwares e outras soluções relacionadas ao ambiente de trabalho, está considerando a compra do aplicativo de comunicação empresarial Slack. Até o momento, de acordo com o relatório do Wall Street Journal, os representantes das duas empresas conversaram sobre essa possibilidade, mas não houve nenhum fechamento de contrato ou mesmo uma oficialização acerca da operação.

Ao que parece, a Salesforce está realmente empenhada em manter o ritmo de crescimento, dado que, nos últimos 2 anos, a empresa comprou outras duas companhias grandes e mais duas menores. No caso, as aquisições foram a Tableau, uma empresa de análise de dados, por 15 bilhões de dólares; a MuleSoft, de softwares, por 6.5 bilhões de dólares; a Vlocity, por 1.3 bilhões; e a The CMO Club, ligada ao mundo do marketing, por um valor não divulgado.

Caso a aquisição se firme de fato, ela representará a maior compra da Salesforce até o momento, dado que o Slack possui um valor de mercado superior a 17 bilhões de dólares. No entanto, não há maiores informações sobre o andamento do negócio, então só resta esperar por notícias.

Salesforce e Slack já são parceiros desde 2016

Salesforce e slack estão em conversa para a aquisição do app de comunicação empresarial por parte da empresa de soluções de ambiente de trabalho
O Slack ganhou ainda mais notoriedade em 2020, muito por causa da necessidade do home office criada pela pandemia de coronavírus. (Imagem: site oficial do Slack)

As duas companhias, Salesforce e Slack, já possuem uma parceria firmada desde 2016. Na ocasião, a colaboração entre as duas foi estabelecida para que ambas pudessem concorrer de modo direto contra a Microsoft. A Salesforce, no caso, concorre contra as ferramentas de apoio aos clientes empresariais da gigante da tecnologia, enquanto o Slack bate de frente com o Microsoft Teams, outra plataforma amplamente usada nos escritórios ao redor do globo, principalmente agora, no meio da pandemia do coronavírus.

Uma eventual fusão das duas companhias pode representar uma ameaça maior à dominância da Microsoft, principalmente porque, desse modo, elas podem integrar seus serviços e oferecer uma experiência melhor aos clientes. Entretanto, vale ressaltar que o CEO da empresa, Marc Benioff, deixou implícito, num comunicado emitido em agosto desse ano, que a Salesforce não pretendia fazer mais nenhuma compra de larga escala, ao menos não naquele período, já que o ano de 2020 estava sendo aproveitado para integrar as outras empresas já adquiridas.

Alguns analistas financeiros afirmaram que essa posição por parte de Benioff poderia representar um obstáculo no crescimento do negócio, principalmente porque, para fazer a entidade crescer, seria necessário comprar vários outros empreendimentos menores e integrá-los para aumentar a gama de serviços ofertados e, assim, atingir mais consumidores. Assim que a notícia das conversas foram liberadas, as ações do Slack subiram quase 30%, enquanto que as da Salesforce caíram cerca de 3.5%.

Fonte: Business Insider

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário