Correios investe em RFID para entregas como modalidade de rastreio

Homem carregando caixas com tecnologia rfid
A nova tecnologia RFID chega para um importante avanço para empresas e clientes. Veja tudo sobre isso agora

Se você nunca ouviu falar em RFID, saiba que este assunto estará cada vez mais em seu dia a dia. Sendo a sigla para Radio-Frequence IDentification, isso deve agilizar de vez, todo o processo de rastreamento e entrega de pacotes. No caso de qualquer problema, é possível saber da atualização em pouco tempo. E agir para que seu pacote seja recuperado pelos Correios.

Essa nova tecnologia também chega para trazer economia de até 16% por pacote. Para quem trabalha no mercado de e-commerce, isso deve ajudar para que seus clientes tenham um acompanhamento ainda mais preciso das encomendas. E há condições especiais para quem optar.

O que é RFID?

Sendo uma tecnologia que faz parte do movimento de Internet das Coisas (IoT ou IoC), RFID é a sigla para Radio-Frequency IDentification. Na prática, as encomendas irão receber os conhecidos códigos de barras que conhecemos e essa etiqueta RFID.

Cada etiqueta é um transponder independente que pode ser inserido em uma caixa, produto ou até mesmo animal. Caso você queira saber onde está uma pessoa, também é possível fazer o rastreio por meio RFID.

Mas saiba que cada produto deste é independente e o rastreio é feito por meio do envio de sinais de rádio. Acontece que cada transponder conta com um chip de silício e uma antena própria. Quando passa por uma outra antena transmissora, a atualização no sistema acontece. Isso sem que uma pessoa necessariamente tenha que fazer essa leitura.

Exemplo de etiqueta rfid
Exemplo de etiqueta RFID usada pelos Correios. Fonte: Correios

Na prática, essa tecnologia deve ajudar tanto clientes quanto empresas. Isso porque vai ser possível saber onde sua encomenda está em tempo real.

Se está pensando que em algum momento, a bateria desta etiqueta pode acabar, esqueça isso. Até existem modelos que realmente utilizam bateria, mas o mais comum (e optado pelos Correios) é o sem bateria. Este recebe o nome de “etiqueta RFID passiva”.

Quais os benefícios de optar por uma etiqueta RFID?

Os Correios Brasil estão trazendo isso para nosso país devido a diversos pontos positivos. Os modelos que RFIDs passivos possuem um custo menor em relação aos outros tipos. O que deve impactar positivamente o custo de frete de quem precisa enviar produtos.

Mas não para por aqui: também podemos citar que o uso do RFID dentro dos Correios deve melhorar o sistema de entregas e rastreio de todas as encomendas. Esta ideia foi testada e aprovada pelo mercado, o que evita possíveis erros.

Por fim, mas não menos importante, entenda que existe a disponibilidade de diversos fornecedores no mercado mundial. Quando isso ficar cada vez mais popular, não ficaremos sem usar devido à falta de novos RFIDs.

Uso de código de barras não vai ser deixado de lado

Pelo menos neste primeiro momento de implantação, ainda não vamos deixar de ver as etiquetas com códigos de barras em nosso dia a dia. Em um comunicado para a imprensa e fornecedores, os Correios afirmou que está previsto o uso de RFID e código de barras. Ao mesmo tempo.

Isso vai ser permitir que se por algum motivo, uma das tecnologias deixar de funcionar, tanto vendedor quanto cliente não deixem de saber onde a encomenda está.

Na prática, como essa tecnologia RFID vai funcionar?

Sabemos que a teoria é um pouco complexa, mas entenda que toda uma grande burocracia vai ser deixada de lado. Isso porque hoje em dia e com nosso atual sistema de código de barras, cada uma das encomendas precisa ser lida manualmente para que a atualização aconteça.

Com a tecnologia RFID, diversos pacotes podem ser rastreados ao mesmo tempo. Isso porque estão sendo instalados diversos leitores destas etiquetas nas unidades de triagem e entrega de todo o Brasil.

Correios investe em rfid para entregas como modalidade de rastreio. A nova tecnologia rfid chega para um importante avanço para empresas e clientes. Veja tudo sobre isso agora
Sistema de Rastreamento será automatizado com nova tecnologia RFID. Fonte: Correios

Assim que o leitor capta o sinal, a atualização acontece dentro do sistema. Onde diversos pacotes têm seu status modificados em pouco tempo. Se antes era necessário esforço humano, isso está sendo deixado de lado para que a praticidade seja uma das vantagens.

Existem limitações nesta nova solução de rastreamento?

Assim como uma etiqueta de código de barras pode ser danificada, existem limite nos no uso da RFID. Os Correios citaram que o uso de metais e líquidos podem vir a interferir no bom funcionamento da tecnologia. Pode acontecer uma distância na distância de leitura. Isso pode ser contornado através de práticas preparadas para estas cenários.

Pode ser necessário que o mesmo código da etiqueta RFID também seja inserido na etiquetas de código de barras, para que assim, no caso do produto ser danificado, a leitura seja realizada por uma pessoa.

Citamos que o leitor de RFID também é um pouco alto e isso também pode ser um empecilho. Por fim, é necessário entender que não vai ser possível realizar a leitura da etiqueta se houver estes materiais em torno: água, metal e corpo humano.

Quem vai escolher se uma encomenda terá RFID?

Como é responsável por realizar o despache para os Correios, a pessoa que vendeu o produto vai decidir se optará pelo RFID ou não. Importante dizer que esta nova tecnologia, atualmente, é mais em conta do que o sistema de entregas que conhecemos. No site dos Correios, foi demonstrada uma economia de 16% em relação ao Sedex tradicional.

Ainda em implantação, a nova modalidade pode ser optada por todas as empresas que possuem parceria com os Correios. Caso este seja seu caso, você deve estar realizando a pré-postagem de suas encomendas por meio da integração webservices.

Quem também estiver optando por isso, terá uma redução na cobrança da declaração de valor de encomendas (que vai de 1% para 0,5%). Isso de acordo com o preço do pacotes que você está declarando. Importante lembrar que isso é sempre feito para ressarcimento total no caso de algum problema.

Fonte: Correios Brasil via comunicado para imprensa e fornecedores

E diga nos comentários: você acha que essa tecnologia será a principal forma de rastreio de encomendas?

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário