Reino Unido anuncia taxa tecnológica que irá afetar grandes empresas

Reino Unido anuncia taxa tecnológica que irá afetar grandes empresas
Novo imposto tem como foco as grandes empresas, pois Reino Unido entendeu que lucro gerado por gigantes do mercado tecnológico não está de acordo com o imposto que está sendo pago. Entenda como isso vai funcionar

Um passo muito importante para a vida de muitas empresas é conseguir levar seus produtos e serviços para outro país ou continente, e a entrada no mercado europeu é uma das metas a se alcançar. Mas agora, se uma empresa de tecnologia escolher começar a trabalhar na Grã-Bretanha, vai ter que pagar uma “taxa tecnológica”. Isso foi anunciado na última segunda-feira (29) pelo chanceler Philip Hammond, e ele alegou que as empresas precisam devolver uma parte do dinheiro que geram no país.

O novo imposto afetaria apenas as gigantes do mercado tecnológico, e por isso as startups não precisam se preocupar. Mas isso pode influenciar no nível de investimento da empresa no país, e os consumidores poderiam acabar perdendo os produtos e serviços que estão acostumados a usar. Entenda como isso vai funcionar:

Apenas grandes empresas seriam afetadas

O foco da taxa tecnológica será as grandes empresas, e a Grã-Bretanha disse que para filtrar isso irá analisar a receita de cada instituição que está ativa no país. As maiores afetadas seriam Google, Facebook e Amazon, mas isso não seria criado sem um motivo específico. E como dissemos acima, startups não terão que pagar essa nova taxa.

la 1540833451 7y50wgfpj0 snap image - Reino  Unido anuncia taxa tecnológica que irá afetar grandes empresas
Empresas como Google devem ser afetadas

O chanceler Philip Hammond anunciou o novo imposto no discurso que faz todos os anos, e disse que não acha justo essas empresas ganharem dinheiro no país sem devolverem nada para a nação. Confira o que ele disse, segundo a agência de notícia Reuters:

“Não é claramente sustentável, ou justo, que as empresas de plataforma digital possam gerar valor substancial no Reino Unido sem pagar nenhum imposto em relação a esse negócio.”

taxa tecnológica não entraria em vigor neste ano, mas está prevista para começar a valer em 2020. Na prática, as empresas que possuem maior lucro no país pagariam 2% de taxa, tendo como referência o valor total que ganham no país.

Por ano, isso deve resultar em cerca de US$ 540 milhões a mais para a Grã-Bretanha, se usarmos como base os números de receita atuais. Mas muitas empresas já pagam bastante dinheiro para o Reino Unido, e essa seria uma estratégia para reduzir o impacto financeiro que a saída da União Européia trouxe.

Reino Unido quer receber mais

Muitas empresas já devolvem uma porcentagem do dinheiro que  geram no Reino Unido, e a criação dessa taxa seria mais uma alternativa para o governo receber um pouco a mais. Segundo dados do The Guardian, no ano passado, o Facebook teve de pagou 16 milhões de libras esterlinas (cerca de R$ 71 milhões em conversão direta) de imposto, apesar de ter recolhido 1,3 bilhão (em libras esterlinas) em vendas britânicas.

philip hammond - Reino  Unido anuncia taxa tecnológica que irá afetar grandes empresas
Chanceler britânico é o idealizador de taxa

Google pagou 49 milhões de libras em 2017, mas o rendimento nesse mesmo ano foi de 7.6 bilhões (também em libras esterlinas). A Amazon também pagou uma alta quantidade de impostos para o Reino Unido: 4,5 milhões de libras, mas o rendimento (também no ano passado) foi de 8,7 bilhões. Repare que todos esses impostos pagos não chegam a 5% do lucro total, portanto a ideia do Reino Unido é receber mais, já que altos valores estão sendo gerados.

A criação dessa taxa tecnológica pode gerar um certo desconforto na relação empresa-nação, mas não seria tão alto como uma multa milionária por um erro cometido pelas empresas de tecnologia. O Reino Unido não está sendo muito tolerante com os abusos de privacidade que todas essas instituições estão cometendo, e isso seria mais um motivo para a nação ter uma má visibilidade.

A taxa tecnológica pode ser boa para o Reino Unido

Cobrar um imposto de 2% do total das vendas não é tão exigente, haja vista que muitas multas possuem rendimentos bem altos. A taxa tecnológica pode criar um ambiente não amigável para os planos de dominação global dessas empresas, mas não está sendo justo elas faturarem tanto e devolverem um valor extremamente baixo em relação aos seus lucros.

empresas tecnologicas 720x480 - Reino  Unido anuncia taxa tecnológica que irá afetar grandes empresas
Empresas devem se preparar se mais países seguirem a ideia do Reino Unido

Como dissemos acima, o Reino Unido está procurando alternativas para reduzir o impacto financeiro que a saída da União Européia causou, e esse imposto sobre serviços digitais seria mais uma tentativa. Por enquanto a nação é a única a fazer isso, mas se valer a pena, é esperado que outros países sigam o exemplo.

Fontes: The Guardian Investopedia

O que você acha da criação desse imposto? Diga pra gente nos comentários!

certaines grosse plateformes numeriques sont accusees de ne pas reagir assez vite face au cyber harcelement l etat va proposer des mesures pour lutter contre ce phenomene - Reino  Unido anuncia taxa tecnológica que irá afetar grandes empresas

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe seu comentário:

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Share via