Qualcomm na Futurecom 2019: As vantagens e desafios do 5G no Brasil

Futurecom 2019 - Qualcomm
Durante a Futurecom 2019, a Qualcomm proporcionou experiências 5G em seu estande e falou sobre os desafios da implementação da rede em território nacional

Entre os dias 28 e 31 de outubro, aconteceu em São Paulo a 21ª edição da Futurecom, uma das maiores feiras de Transformação Digital, Tecnologia e Telecomunicações da América Latina. Este ano o foco da feira foi conectividade e 5G, no qual as gigantes da tecnologia, como a Qualcomm, apresentaram seus planos para implementação da próxima geração de internet móvel no Brasil.

O Showmetech esteve presente durante a apresentação da Qualcomm, que contou com a presença dos executivos Penny Baldwin, chief marketing officer da Qualcomm; Rafael Steinhauser, presidente da Qualcomm para America Latina e Francisco Soares, diretor sênior de assuntos governamentais. A empresa falou sobre todas as vantagens da rede 5G, além dos desafios de trazer a tecnologia para o mercado latino americano.

Desafios da implementação do 5G

A quinta geração de internet móvel (5G) já é realidade em alguns países como Estados Unidos e Coréia do Sul. Este ano a tecnologia chegou ao Uruguai, sendo o primeiro país da América Latina a disponibilizar o serviço. Em breve, a China também entrará no time das nações com a internet mais rápida da atualidade. Se usado em com potencial máximo, o 5G consegue chegar à velocidade de 10 gigabits por segundo, contra apenas 1Gbps do 4G.

Com essa diferença considerável, é comum que haja pressa e euforia na hora de implementar o serviço no mundo todo. Não é à toa que esse seja o cerne da Futurecom este ano, sendo que o Brasil é um dos países que ainda sofre com um 4G de baixa qualidade. Segundo ranking da OpenSignal, o país aparece na 50ª posição com velocidade média de apenas 14Mbps.

Mesmo com esse cenário preocupante, a Qualcomm é uma das empresas que está apostando alto nessa nova tecnologia, tanto que se tornou uma das referências na produção de chips e outros aparelhos compatíveis com o 5G. Durante o evento, Francisco Giacomini Soares, diretor sênior de relações governamentais da Qualcomm na América Latina, comentou sobre o complexo processo de licitação das redes 5G em terras brasileiras, em razão das exigências do governo e a Anatel (Agência Brasileira de Telecomunicações).

Futurecom 2019 - Qualcomm (2)
Francisco Soares, Diretor Sênior de relações Governamentais da Qualcomm

A estrutura da nova rede é outro ponto-chave na implementação, podendo ser o stand-alone (autônoma) ou non-standalone (não-autônoma). O primeiro é a rede 5G com toda sua construção renovada e adequada para utilização da velocidade máxima disponível. Já a versão non-standalone utiliza a rede 4G com melhorias, sem proporcionar todo o potencial da tecnologia. O executivo ainda explicou sobre a urgência do processo de implementação, que trará benefícios e redução de custos ao criar opções de serviços 100% conectados.

“A economia de escala proporcionada pela produção de equipamentos para a China, resultará na massificação de dispositivos de rede e comunicação 5G, beneficiando e gerando negócios similares ao redor do mundo. É uma questão de redução de custo para a massa crítica”.

Ressalta Francisco Soares, diretor sênior de assuntos governamentais

Francisco acredita que, no Brasil, o 5G deverá chegar primeiro nas redes privadas (redes LAN corporativas), antes que seja efetivamente inaugurada em redes públicas de operadoras de telefonia.

Qualcomm no mercado 5G

Futurecom 2019 - Qualcomm (1)
O presidente da Qualcomm na América Latina, Rafael Steinhauser, falou sobre os pilares da empresa na criação de dispositivos com 5G

Sendo uma das maiores produtoras de tecnologias de conexão sem fio, a Qualcomm demonstrou que a empresa está preparada para a chegada do 5G no Brasil. Rafael Steinhauser, presidente da Qualcomm na América Latina, destacou durante a Futurecom 2019 que a tecnologia possui 10 vezes menos latência, ou seja, pode ser implementada com mais facilidade. Além de ser pensada para que equipamentos e serviços fiquem constantemente conectados.

Segundo Rafael, a Qualcomm é a maior detentora de patentes relacionadas à tecnologia 5G, fazendo dela um player estratégico nesse mercado. Para atender melhor as demandas atuais, a empresa desenvolveu suas tecnologias baseadas em três pilares essenciais.

O primeiro é a massificação da banda larga, fazendo com que a internet seja algo utilidade indispensável, como água e luz. O segundo é a quantidade de usuários, pois o 5G tem capacidade para suportar 10 vezes mais aparelhos conectados, sendo um fator essencial no momento de crescimento de aparelhos online, como eletrodomésticos e assistentes eletrônicos. E por último a baixa latência, que está relacionada à confiabilidade da rede, tanto na garantia de internet disponível quanto na velocidade de resposta na conexão entre dispositivos.

Transformações do 5G para consumidores

Futurecom 2019 - Qualcomm (3)
Penny Baldwin, CMO da Qualcomm Inc., fala sobre as possibilidades que o 5G trará para o País

Uma das maiores vantagens do 5G é a possibilidade de conectar praticamente qualquer aparelho inteligente. Para Penny Baldwin, chief marketing officer da Qualcomm, o 5G não só deixará os smartphones mais rápidos, como também permitirá que experiencias de realidade virtual e aumentada funcionem de forma muito mais eficiente.

A executiva explicou, durante a apresentação na Futurecom, o conceito de “Fábricas Wireless” onde empresas poderão reorganizar os setores de produção, sem que seja necessário recriar ou realocar servidores. As redes tradicionais (com fio) como conhecemos atualmente, geram custos altos de manutenção, instalação e são pouco flexíveis, o que não aconteceria em uma rede poderosa sem fio (wireless) como o 5G.

Experiência 5G na Futurecom 2019

Quem visitou o espaço produzido pela Qualcomm na Futurecom 2019 pôde experimentar o 5G pessoalmente. O estande da companhia disponibilizou alguns dos primeiros dispositivos 5G do mundo, equipados com a plataforma móvel Snapdragon. Produtos como Xiaomi, One Plus, LG e Inseego CPE estavam em exibição.

Futurecom 2019 - Qualcomm (4)
No estande da Qualcomm, era possível testar dispositivos compatíveis com a tecnologia 5G

Outros dispositivos também estavam disponíveis para testes, como o espelho inteligente. Ele foi desenvolvido com o Snapdragon SiP, e com base em reconhecimento facial e sensores pode ativar alarmes, câmeras de segurança, temperatura ambiente e outras tarefas. O smartphone gamer ROG Phone 2, Wi-Fi 6 e a tecnologia automotiva C-V2X são outros destaques que estão em exibição.

Acha que a rede 5G demorará para chegar ao Brasil? Deixe nos comentários se você está ansioso para a próxima geração da conectividade.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe um comentário: