Produção do Apple Silicon inicia no quarto trimestre de 2020, estreando no Mac ainda esse ano

Apple deve lançar MacBook de 12 polegadas com processador ARM próprio
Com a mudança dos chips Intel para ARM, Apple Silicon promete entregar melhores níveis de performance com menor consumo de energia
Anúncio
Samsung  campanha  Connected Living para promover conectividade de produtos  do lar

Após anunciar o fim da era da Intel nos Macs durante a WWDC 2020, a Apple iniciará a produção do processador próprio Apple Silicon para seus computadores, em parceria com a TSMC, no quarto trimestre (Q4) deste ano. Juntas, as empresas produzirão cerca de 5 a 6 mil wafers de 5 nm, apontam fontes da indústria. Além disso, rumores indicam que é possível que este processador também apareça na próxima série do iPad Pro.

Segundo a empresa, será lançado ainda em 2020 um novo modelo do Mac equipado com o processador A14x (versão mais poderosa do chip A14) do Apple Silicon, de arquitetura baseada em ARM e já utilizada em iPhones e iPads. A transição dos chips Intel para os próprios em todos os aparelhos levará dois anos para ser concluída e começa com o macOS Big Sur, que contará com uma grande reformulação do sistema operacional. Um relatório recente apontou que os primeiros computadores equipados com ARM poderão ser uma nova versão do MacBook de 12 polegadas.

No entanto, apesar da transição que já começa este ano, a Apple anunciou que, além do suporte e novas versões do macOS para computadores com chip Intel nos próximos anos, ainda possui novidades em desenvolvimento com a empresa.

Com experiência em desenvolvimento de processadores próprios, obtida com os núcleos ARM projetados (e utilizados) em iPhones, iPads e Apple Watch, a Apple está criando uma família de SoCs (System on a Chip) própria para os Macs. Entre os resultados, a empresa promete o melhor desempenho do setor, com altos níveis de performance sem aumento do consumo de energia — a expectativa é uma bateria com duração de cerca de 15 a 20 horas para os MacBooks.

Recursos presentes no novo Apple Silicon
Apple promete melhor desempenho gráfico com GPU e edição de vídeos de alta performance

Benefícios do Apple Silicon para os usuários de Mac

A arquitetura comum baseada em ARM utilizada nos iPhones e iPads e agora também nos Macs garante uma série de benefícios e facilidades aos usuários. Além de garantir o desempenho por watt líder da indústria, a Apple também promete GPUs de melhor performance, o que a princípio inclui potência para jogos mais poderosos.

Por conta da arquitetura compartilhada, os novos Macs equipados com o Apple Silicon poderão executar nativamente os aplicativos desenvolvidos para iOS e iPadOS, sem necessidade de um emulador. E enquanto os desenvolvedores não disponibilizarem as novas versões de seus aplicativos, o Rosetta 2 vai garantir que os programas desenvolvidos para a plataforma Intel possam rodar tranquilamente na nova plataforma.

Para os desenvolvedores de aplicativos, a arquitetura única do Apple Silicon também traz benefícios. Agora, eles poderão facilmente criar e otimizar um mesmo software para todo o ecossistema da empresa, de iPhone a Mac, uma vez que todos serão baseados em ARM.

Fonte: 9 to 5 Mac, Mac Generation

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário