PayPal e Captalys anunciam linha de crédito a empresas no Brasil

Aplicativo da PayPal
A parceria entre PayPal e a brasileira Captalys oferece linha de crédito com foco nos pequenos negócios

O PayPal Brasil, junto com a Captalys, anunciou sua entrada no mercado de crédito no Brasil nesta quarta-feira, 27 de maio, com o serviço Crédito para o seu Negócio. A iniciativa tem como foco os pequenos empresários e acredita que o serviço é estratégico devido as incertezas provocadas pela pandemia causada pelo coronavírus. A linha de crédito é fruto de um ano de negociação e de uma fase de testes.

Para além disso, a decisão do PayPal faz com que a empresa americana assuma a dianteira no mercado de crédito, que, mais uma vez, consolida seu caráter pioneiro, uma vez que é considerada a primeira fintech do mundo, fundada em 1998. Sua atuação no mercado brasileiro com a Captalys tem como objetivo fornecer crédito para os seus 350 mil parceiros comerciais no Brasil.

“Este é um momento em que companhias como o PayPal precisam se posicionar ativamente, porque, quanto menor a empresa, maiores os riscos envolvidos em seu negócio e maiores os impactos da pandemia – que, muitas vezes, representa a renda necessária para manter a família do empreendedor ou da empreendedora. Agora, imagine essa situação em um cenário como este, de quarentena”.

Thiago Chueiri, diretor de Desenvolvimento de Negócios do PayPal Brasil

A iniciativa segue as tendências mundiais, afinal, o mercado de crédito tem sido fortemente influenciado pela digitalização, mobilidade e uma expectativa crescente por parte dos clientes por mais opções. No caso desta nova solução, os empresários que já fazem uso do PayPal passam a contar com acesso a uma ferramenta de crédito única no mercado, fácil de usar e 100% online, fundamental para o período de incerteza que o coronavírus vem trazendo aos pequenos negócios.

Fazendo uso da linha de crédito com o PayPal

Aplicativo da PayPal em uso
PayPal e Captalys selam parceria com serviço de crédito

Para fazer uso do serviço Crédito para seu Negócio, parceria com a Captalys, basta o cliente se dirigir para a própria página do PayPal, informar os seus credenciais, fazer o upload dos documentos necessários e solicitar a proposta. A ideia é de que o serviço seja transparente e totalmente digital. Em 24 horas, a proposta é analisada.

Se aprovada, o saldo é liberado entre dois e dez dias. Para solicitar o pedido de crédito é necessário que as empresas tenham, no mínimo, seis meses de relacionamento com o PayPal. O limite do empréstimo vai de R$ 5 mil até R$ 2,5 milhões, cujo pagamento pode ser abatido com as transações que o cliente realiza com a fintech americana.

Toda a infraestrutura necessária para operacionalizar essa parceria será fornecida pela plataforma de Credit-as-a-Service da Captalys. Isso será possível graças à tecnologia desenvolvida pela empresa, inovadora no segmento de crédito com a introdução de novas tecnologias e modelos de negócios que permitem a maior flexibilidade de produto e o menor custo do mercado.

“Cuidamos de tudo, como serviço. Já realizamos mais de R$ 60 bilhões em crédito para pessoas e empresas brasileiras, sempre em condições mais atraentes do que o mercado oferece. A parceria com o PayPal é mais um exemplo de uma solução inédita, viabilizada pela Captalys, que pode ter um impacto real em melhorar a vida financeira das PMEs no Brasil”

Margot Greenman, CEO da Captalys.

Vale lembrar que apesar da infraestrutura ser da Captalys, cabe ao PayPal fazer o controle de todas as variáveis para fornecer o crédito. As taxas começam a partir de 1,99% e que, com base nos testes e previsões, acredita-se que até 30% de sua base pode aderir ao produto nos próximos três anos.

Atendendo os pequenos negócios

Homem faz compra online
Para melhor entender a relação do brasileiro com crédito, o PayPal encomendou uma pesquisa para o Opinion Box

As altas taxas de juros, burocracia do processo e dificuldade em conseguir o valor necessário estão entre os itens que mais provocam receio na hora de um empresário buscar crédito no mercado. São dados de pesquisa que o PayPal encomendou ao Opinion Box, que entrevistou, principalmente, donos de MEIs (microempresa individual) e PMEs (pequenas e médias empresas).

Levando-se em consideração que, segundo o BNDES, essas duas modalidades de empresa são responsáveis por mais da metade dos postos de trabalho formais no Brasil, trata-se de uma questão fundamental contribuir para que elas cresçam, de forma sustentável, e se tornem mais e melhores empregadoras.

“Aqui no Brasil, em que MEIs e PMEs são tão importantes para a economia, esse empenho da companhia faz ainda mais sentido – principalmente neste momento de crise que estamos passando. Porque os empresários de todos os tamanhos deparam com muitos desafios cotidianos, incluindo o acesso ao crédito – que pode ser crucial para o negócio. Todos os nossos esforços têm como meta ajudar a integrar esses empreendedores ao mercado, de forma 100% digital; proporcionar meios que contribuam para uma melhor saúde financeira; além de criar novos nichos para que atinjam seus objetivos a curto, médio e longo prazos”

Thiago Chueiri, diretor de Desenvolvimento de Negócios do PayPal Brasil

Fonte: PayPal

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário