Parceria entre Microsoft e SpaceX leva internet via satélite a servidores remotos

microsoft spacex destaque
Microsoft e SpaceX se juntam para permitir que datacenters móveis consigam acessar a internet via satélite usando a rede Starlink, mesmo de lugares remotos

A Microsoft revelou ontem um datacenter modular que pode ser enviado a áreas remota e uma parceria com a SpaceX, que recentemente se tornou a primeira empresa privada a mandar astronautas para o espaço, para conectar esses servidores à internet via satélite com Starlink. A Microsoft afirma que esses datacenters modulares, batizados de Azure Modular Datacenter (MDC), têm como principal foco os usuários localizados em regiões atípicas como centros de comandos móveis, missões militares e assistência humanitária.

O MDC pode operar em uma grande gama de condições diferentes, podendo ser usado em áreas onde servidores normais encontrariam muitos problemas por conta de umidade ou temperaturas, graças a sua carcaça protegida por frequência de rádio.

O desafio de levar Internet a lugares remotos

microsoft space x
O MDC pode atuar em lugares remotos graças a sua conexão com satélites da SES e com o sistema StarLink.

Conexão de internet em áreas remotas é algo desafiante e embora a Microsoft esteja usando satélites da companhia SES, é com a SpaceX em especial que a maior parte das características de conexão do MDC estão presentes. Conectando-se aos satélites Starlink, que fornecem conexões com latência abaixo dos 40-50ms, o MDC consegue se conectar a internet em qualquer ambiente sem a necessidade de cabos ou fibras, permitindo o uso de características da nuvem da Microsoft.

“Basicamente você se comunica com os satélites em orbita, os satélites se comunicam entre si e mandam a informação para o ponto do planeta que está precisando dela.”

Gwynne Shotwell , Presidente e COO na SpaceX

A conexão com o Starlink ainda está em fase beta, com mais de 700 satélites lançados. Porém, o sistema ainda não consegue conectar quaisquer dois pontos do planeta. Regularmente a companhia está lançando mais satélites, e conta com permissão atual de ter até 12 mil deles em órbita.

Parceria com a SES para mais satélites

microsoft space x SES
A SES produz satélites de órbita média e também está com parceria com a Microsoft no MDC.

A SpaceX e seu sistema Starlink faz uso de satélites de baixa órbita, e procurando expandir mais ainda a conexão com os MDC a Microsoft também está fazendo uma parceria com a SES, que fornece satélites de órbita média. A principal característica dessa parceria é a possibilidade de usar os satélites da SES como um sistema de emergência caso ocorra alguma falha de conexão nos MDC.

A Microsoft também revelou que os MDCs, em caso de perda total de Internet ou em que a conexão não seja necessária, podem operar em um estado desconectado, com todas as funções. Os MDCs atualmente estão em uso limitado, sendo usados por organizações de defesa principalmente. Caso alguém tenha interesse neles, a Microsoft recomenda que entrem em contato com os representantes da empresa para adquirir mais informações.

Mais colaborações entre SpaceX e Microsoft no futuro

A Microsoft, junto da SpaceX, pretende conectar os satélites Starlink com a rede global da Microsoft de forma mais geral, com até mesmo o objetivo futuro de integrar os centros de controle da empresa espacial com a rede Azure. Segundo a Microsoft, as duas empresas esperam estar em função de governos com as conexões de satélites e os datacenters móveis, mas também de várias industrias como a de telecomunicações, energia e agricultura.

A Microsoft também anunciou que está se juntando a SpaceX no projeto recentemente concedido à empresa de Elon Musk de desenvolvimento de satélites para rastrear informações sobre mísseis e veículos de locomoção hipersônica como uma subempreiteira, e que as duas empresas tem mais planos para colaborações além dessas.

Fonte: ArsTechnica, Microsoft

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário