Nubank é única fintech na América Latina que recebeu investimentos de mais de US$ 1 bilhão

Nubank é única fintech na américa latina que recebeu investimentos de mais de us$ 1 bilhão
Relatório sobre as startups financeiras em países emergentes aponta que investimento em fintech na América Latina ocorre basicamente no Brasil, México, Argentina e Colômbia

De acordo com o relatório State of Fintech in Emerging Markets, os investimentos em empresas fintech na América Latina, África e Ásia, com destaque para a Índia, aumentaram consideravelmente nos últimos cinco anos, totalizando US$ 23 bilhões. A pesquisa contou com a participação de cerca de 200 empresas e 33 investidores. O objetivo do relatório é analisar o desempenho das fintechs em regiões emergentes.

De uma maneira geral, as empresas de países africanos estão passando por um processo de aquisições e fusões. A América Latina obteve os maiores IPOs (Oferta Pública Inicial) e a Índia lidera com o maior número de startups e fintechs unicórnio, ou seja, que conseguiram atingir valor de mercado acima de US$1 bilhão. 

Na América Latina, o Nubank foi a única fintech que atingiu investimentos acima de US$ 1 bilhão. Na região asiática, as empresas de pagamentos PhonePe e PayFM (Índia), além da Gojek (Indonésia), também conseguiram arrecadar mais de US$ 1 bilhão. Já na África, nenhuma empresa conseguiu levantar esse montante de investimentos.

Categorias que mais receberam investimentos 

Financiamentos nos  últimos cinco
Financiamentos levantados nos últimos cinco anos em cada região

Segundo os resultados, os investimentos permanecem concentrados em duas principais categorias: startups de pagamentos e crédito. A seguir, confira quais empresas conseguiram capturar os maiores investimentos em cada região:

  • África: as empresas de pagamento Flutterwave, Paystack, DPO e MFS Africa foram as que mais arrecadaram fundos no continente africano. Os investimentos em startups de pagamento B2C também foram destaque na pesquisa, como a Wave e Chipper Cash. Inclusive a Chipper Cash capturou US$ 30 milhões em uma rodada de financiamento Série B que teve a participação da Expeditions, empresa de capital de risco de Jeff Bezos, CEO da Amazon.
  • América Latina: os destaques para a região foram os bancos digitais ou neobancos, startups de pagamento e carteiras eletrônicas. As empresas que mais capturaram investimentos foram: NuBank, Neon e C6, na categoria de bancos digitais. Além da Creditas na categoria de crédito digital e startup de pagamentos d.local. Segundo o relatório, essas empresas capturaram as maiores rodadas de financiamento de 2020. 
  • Índia: empresas de crédito e bancos digitais também levantaram os maiores investimentos. Com destaque para a InCred, LendingKart, Razor PayX, InstantPay, Open e Niyo, que capturaram US$ $ 100 milhões.

Investimentos em fintech na América Latina e oportunidades

Tendências futuras para fintechs
Categorias apontados pelos investidores como as tendências de negócios para fintechs nos próximos anos

Apesar dos resultados promissores, o financiamento em fintech na América Latina em 2020 apresentou uma queda em relação ao ano anterior. Em 2019, as fintechs latino-americanas arrecadaram US$ 2,66 bilhões, contra US$ 1 bilhão investido em 2020. Além disso, nos últimos cinco anos, startups e fintechs levantaram fundos de aproximadamente US$ 10 bilhões, com destaque para as grandes rodadas de financiamento.

Por outro lado, apesar da queda de investimentos, o relatório destaca oportunidades para a região. Cerca de 50% a 70% da população de países latino-americanos não possuem contas bancárias, o que pode representar uma oportunidade única para empresários dispostos a investir em bancos digitais, por exemplo. 

Além disso, os investidores ouvidos pela pesquisa estão confiantes que pelos próximos cinco anos o setor de fintech na América Latina, África e Ásia continuará em expansão, tendo apontado como principais tendências as categorias de seguros, pagamentos e bancos digitais.

Conheça os brasileiros fundadores de fintechs que entraram para a lista de bilionários da Forbes este ano.

Fonte: TechCrunch; BFAGlobal; Tech Build

Tags

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

  • […] O QuintoAndar agora é a segunda maior startup do Brasil, atrás apenas do Nubank, que está avaliado em US$ 25 bilhões. O Nubank, inclusive, é a única fintech da América Latina que conseguiu receber investimentos acima de US$ 1 bilhão até o ano passado.  […]