Novo Google Analytics promete ser mais completo, inteligente e intuitivo

Novo Google Analytics promete sistema mais completo, inteligente e intuitivo
O novo Google Analytics mede interações multiplataformas e integra serviços que não são da empresa, como redes sociais e e-mail
Anúncio
Samsung  campanha  Connected Living para promover conectividade de produtos  do lar

O Google anunciou uma atualização para o novo Google Analytics, sua ferramenta de monitoramento de tráfego para websites. Esta atualização traz diversas novidades e já é considerada uma das maiores revisões da plataforma desde o seu lançamento, em 2005.

Segundo a empresa, agora a ferramenta deve ser mais inteligente e intuitiva, pois agrega traços de inteligência artificial para aferir métricas e disponibilizá-las aos usuários. Entre as novidades estão a integração com outros serviços, geração de novos modelos de relatórios e detalhamento de conversão de visualizações de vídeos em várias plataformas.

O novo Google Analytics oferece uma mediação centrada no cliente, e não mais uma medição fragmentada apresentada pela ferramenta hoje, em que os números são exibidos por dispositivo ou por plataforma.

Com o objetivo de amparar as empresas em uma melhor personalização dos anúncios, conforme a jornada de consumo, agora o serviço vai usar tráfegos multiplataformas, desmembrados para fornecer dados mais completos e detalhados de interação.

As mudanças foram planejadas de acordo com comentários dos próprios usuários, que sinalizaram possíveis melhorias a fim de aumentar o ROI (retorno sobre o investimento) de marketing das empresas.

“Com base em seus comentários, simplificamos e reorganizamos os relatórios para que você possa encontrar intuitivamente insights de marketing com base na parte da jornada do cliente em que está interessado”, afirma comunicado do Google

Dados a longo prazo

O novo Google Analytics permite que os usuários tenham informações cruzadas para melhorar a perfomance de marketing
A empresa criou um sistema capaz de estruturar informações, mesmo que elas estejam incompletas por bloqueio de cookies
Foto: Divulgação / Google

Umas das preferências desta atualização é munir os usuários de dados para que ações de marketing sejam tomadas a longo prazo. Com isso, a plataforma promete uma nova abordagem no controle de informações, de modo a facilitar o gerenciamento das informações coletadas.

Nesse sentido, o novo Google Analytics foi adaptado para um futuro com ou sem os cookies, que são os rastros digitais deixados pelos clientes. Assim, ele deve receber um tipo de modelagem que preenche espaços deixados por bloqueadores de cookies, que podem apagar dados ou deixá-los incompletos para análises.

Com as novas funções, as empresas também terão uma visão mais detalhada sobre as conversões de visualizações de vídeos no YouTube e de outros canais não pertencentes ao Google.

Redes sociais e serviços de e-mail também poderão ser aferidos pela plataforma, o que ajuda a ver, em um único ambiente, o resultado de todos os esforços adotados pelo setor de marketing.

Versão beta já é aprovada por grandes empresas

O novo Google Analytics já está sendo testado por grandes empresas, que já sinalizaram os benefícios das mudanças

A atualização está disponível na versão beta e, segundo o Google, já há diversas corporações usando o modelo em teste. A Vistaprint, uma empresa de comércio eletrônico, diz que com este novo sistema tem sido possível medir a respostas dos clientes sobre uma nova linha de máscaras de proteção.

Já para a Domino’s Pizza, o melhor desta versão é a possibilidade de “vincular o novo Google Analytics ao Google Ads, pois permite otimizar as ações que mais importam aos clientes, independentemente de como eles interagem com a marca”, comenta Jeff Kacmarek, vice-presidente.

“Uma integração mais profunda com o Google Ads, por exemplo, permite que você crie públicos que possam alcançar seus clientes com experiências mais relevantes e úteis, onde quer que eles decidam se envolver com sua empresa”, assegura o Google.

Análise de plataforma cruzada é a chave para o sucesso, afirma estudo

Grande parte dessas inovações no Google Analytics veio a partir de um levantamento realizado pela Forrester Consulting, uma consultoria norte-americana de pesquisa de mercado, e publicada em agosto.

De acordo com as informações captadas durante a pandemia do novo coronavírus, muitos gerentes de marketing mostraram dificuldades em fazer a gestão de grandes volumes de dados, considerando a privacidade dos clientes. O estudo mostrou que, para aprimorar as estratégias digitais, a saída seria investir no aprendizado de máquina, pois, ele apontaria as tendências do futuro.

Outro dado revelado pela pesquisa é que, apesar de 84% dos gestores entenderem que a análise de plataformas cruzadas seja importante, apenas 43% deles usam ferramentas que suportam este tipo de análise.

“Conforme os profissionais de marketing avançam neste ambiente desafiador e em rápida evolução, a construção desses recursos analíticos em sua organização fornecerá insights valiosos que os servirão bem a longo prazo”, conclui o estudo.

Fonte: Google

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário