Netshoes é comprada pelo Magazine Luiza por US$62 milhões

Netshoes é comprada pelo Magazine Luiza por US$62 milhões
Em crise, a gigante do e-commerce Netshoes, abre mão de suas operações na Argentina e assina acordo com Magazine Luiza

Uma das maiores marcas do varejo brasileiro, o Magazine Luiza, anunciou para o mercado, nesta segunda-feira (29), que assinou um acordo de compra da Netshoes por US$ 62 milhões (equivalente a R$ 244 milhões), US$2 por ação.

A Netshoes, uma das líderes no segmento de e-commerce em artigos esportivos do mundo, enfrenta um período de queda nas vendas. Sua atual dívida líquida é de cerca de R$ 140 milhões, mais que o dobro de 2018.

A B2W e o Mercado Livre também demonstraram interesse em comprar a empresa, mas o Magazine possuía direito de exclusividade nas negociações.

A negociação estabelece que o Magazine Luiza abra uma subsidiária nas Ilhas Cayman e depois faça a fusão com a Netshoes. Como a operação da empresa é sediada em Cayman, essa transação não está sujeita à Lei das Sociedades por Ações.

Ações da Netshoes sobem após anúncio
Ações da Netshoes fecharam em alta após anúncio da compra. Crédito: DepositPhotos

Além disso, o Magazine e os acionistas de 47,9% do capital social da Netshoes fecharam um voting and support agreement, ou seja, os acionistas majoritários votaram favoravelmente pelo acordo proposto pelo Magazine. Os acionistas receberam o valor de suas ações em dinheiro.

A fusão ainda não está concluída. Para finalizar o acordo é preciso a aprovação de dois terços dos acionistas da empresa e aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Desde a publicação das primeiras informações sobre as negociações, as ações da Netshoes tiveram alta de 2,75%, fechando em US$ 2,62.

A trajetória da Netshoes

Fundada pelo primos Marcio Kumruian e Hagop Chabab, a gigante do e-commerce iniciou suas atividades em São Paulo como loja física, em fevereiro de 2000.

Netshoes vive período de crise de vendas
Gigante brasileira do e-commerce vive período de baixo faturamento. Crédito: Netshoes

Em 2002 começaram as operações pela internet, mas nenhum produto foi vendido no primeiro mês e nem no segundo. As vendas começaram no terceiro mês e depois de cinco anos veio a ousada decisão de fechar as lojas físicas e manter apenas o online.

Em 2009 o fundo estadunidense Tiger Global Management comprou 30% da empresa, na época avaliada em R$ 300 milhões. Em 2011 o mesmo fundou comprou outros 17%, controlando 47% do capital da Netshoes. Em 2012 o faturamento da empresa atingiu R$ 1,2 bilhão.

Agora em momento de crise, além das negociações com o Magazine Luiza, a Netshoes vendeu sua operação na Argentina para o grupo BT8 e não informou os valores ou detalhes da operação. O acordo foi assinado na sexta-feira (26).

Fonte: Money Times, Valor Econômico e Forbes

1 Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe uma resposta