Microsoft Build 2020 traz avanços em Inteligência Artificial e computação em nuvem

Microsoft Build 2020 traz avanços em Inteligência Artificial e computação em nuvem
Microsoft Build 2020 traz novidades para desenvolvedores e público em geral, em novo formato completamente online

O clássico evento anual Microsoft Build foi repaginado em 2020 graças à nova realidade do COVID-19. Normalmente realizada em Seattle, a programação foi distribuída em 48 horas de conteúdo para desenvolvedores de maneira remota nos dias 19 a 20 de maio como uma experiência virtual totalmente nova.

O Microsoft Build 2020 está aberto ao público para inscrição gratuita online e qualquer desenvolvedor pode acompanhar, de qualquer lugar do mundo. Destaque fica para o discurso de abertura de Satya Nadella, CEO da Microsoft, seguido de uma sessão com e para desenvolvedores apresentada por Scott Hanselman, gerente principal de programas da Microsoft.

Vale lembrar que, por se tratar de um novo formato para um evento que é referência para desenvolvedores de todo o mundo, o Microsoft Build 2020 traz consigo pautas que estão de acordo com as tendências deste ano, além de ser uma fonte inesgotável de troca e networking. Confira os destaques do evento na sequencia.

Satya Nadella comenta como a Microsoft ajuda o mundo a se adaptar pós COVID-19

Satya Nadella em evento de abertura do Microsoft Build 2020
Satya Nadella, CEO da Microsoft, na Microsoft Build 2020

O Microsoft Build 2020 iniciou as suas 48 horas de programação com fala do CEO, Satya Nadella. À frente da Microsoft desde 2014, Nadella reconhece que o COVID-19 tem sido crucial e frisa que, o que foi conquistado em apenas dois meses seria algo que levaria dois anos se não fosse a crise. O papel da Microsoft em meio a tudo isso é, como ele destaca, a missão da Microsoft é “empoderar qualquer pessoa ou organização no planeta para com que ela atinja mais”.

O maior destaque fica, com certeza, para o Microsoft Teams, que vem sido determinante para manter não somente a equipe da Microsoft na ativa, assim como foi integrada por vários outros setores, como o de educação, cultura e entretenimento, como conta estudantes e professores do Conservatório de São Francisco, que fazem uso da ferramenta para se manter em atividade.

Para desenvolvedores, as novidades são muitas e possuem nome: Azure. Com foco em Nuvem e a implementação de AI, a ideia é, nas palavras de Nadella “entregar ferramentas para se produzir conteúdo e programação de maneira remota, onde quer que esteja”.

Microsoft Build 2020 anuncia o Azure Synapse Link

Esboço de Sistema de Nuvens da Microsoft
O Azure Synpase Link é o primeiro serviço de nuvem a cumprir as promessas do HTAP

Entre um dos destaques para o Microsoft Build 2020 é definitivamente o anúncio do Azure Synapse Link, o primeiro serviço de nuvem a cumprir as promessas do HTAP (processamento analítico transacional híbrido), sem os custos, complexidades e trade-offs associados às implementações locais.

Além disso, o Azure Synapse Link permite que os clientes obtenham informações imediatas sobre seus negócios sem sobrecarregar seus sistemas operacionais. Com apenas um clique, os clientes vão poder analisar dados operacionais ativos no Azure Synapse Analytics em questão de segundos.

De quebra, nenhum processo ETL é necessário, e os clientes podem combinar esses dados em tempo real com seu armazenamento de dados analíticos para obter uma visão holística dos negócios com facilidade. A boa notícia é que o Azure Synapse Link já está disponível para o Azure Cosmos DB e em breve também no Azure SQL, Azure Database for PostgreSQL e para o Azure Database for MySQL.

Azure Synapse ajuda a oferecer uma experiência unificada para desenvolvedores

Microsoft Azure Synapse
Azure Synapse recebe novos recursos segundo anúncio para o Microsoft Build

Junto com o Microsoft Build 2020 e suas extensas 48 horas de conteúdo para programadores, um dos anúncios que chama atenção fica por conta dos novos recursos do Azure Synapse. Agora, todos os desenvolvedores e analistas podem acessar os novos recursos para obter percepções aceleradas, incluindo uma experiência unificada com o Synapse Studio, mecanismos SQL e Spark integrados, exploração de data lake sem servidor com Synapse SQL, armazenamento de metadados compartilhados e criação interna do Power BI.

O Azure Synapse é um serviço de análise ilimitado que reúne data warehousing corporativo e análise de big data. Ele oferece aos clientes a liberdade de consultar dados em seus próprios termos, usando recursos provisionados ou sem servidor — em escala.

Ainda promove uma experiência unificada para ingerir, preparar, gerenciar e fornecer dados para necessidades imediatas de inteligência comercial e aprendizado de máquina. O serviço é a próxima evolução do Azure SQL Data Warehouse e continua a ter recursos geralmente disponíveis de data warehousing.

Microsoft anuncia inovação com Inteligência Artificial para o Azure

Logo do Azure Machine Learning
Azure Machine Learning usa processos de AI para proteger e controlar dados

À medida em que as organizações buscam adotar a inteligência artificial (IA), elas enfrentam desafios significativos no seu desenvolvimento e uso ​​de forma responsável. Para ajudar as organizações a superar essa barreira, a Microsoft está anunciando várias inovações de Responsible ML para o Azure Machine Learning que busca ajudar os clientes a entender, proteger e controlar seus dados e modelos — resultado de décadas de pesquisa — e fornecem às organizações um conjunto abrangente de recursos para desenvolver soluções de IA com responsabilidade.

Recursos como avaliação da interpretabilidade e justiça do modelo que permitem o desenvolvimento de modelos mais precisos e justos são algumas das novidades para o Azure Machine Learning. Assim como uma parceria entre a Microsoft e o Instituto de Ciências Quantitativas de Harvard promove que seus usuários criem modelos de aprendizado de máquina usando dados confidenciais, protegendo a sua privacidade.

Além disso, os novos recursos confidenciais de aprendizado, rastreabilidade, linhagem e controle de acesso refinado de dados e documentação do fluxo de trabalho vão ser outras grandes vantanges do Azure Machine Learning.

Microsoft Cloud para Serviços de Saúde

Cloud Healthcare
A área da saúde vai ser o primeiro setor a receber os benefícios do Microsoft Industry Cloud

Outro anuncio significativo para o Microsoft Build 2020 é a nova solução Microsoft Industry Cloud, que integrará o Microsoft Cloud a um modelo de dados, com conexão entre nuvens, fluxos de trabalho e APIs para fornecer soluções do setor alinhadas a cenários com prioridade. A assistência médica será o primeiro setor atendido, com nuvens adicionais específicas, chamado de Microsoft Cloud for Healthcare que reúne recursos do Microsoft 365, Dynamics, Power Platform e Azure.

Ele usa um modelo de dados comum (CDM) para permitir o compartilhamento de dados entre aplicativos e acesso a análise de dados. Ao fornecer as informações certas no momento certo, o Microsoft Cloud for Healthcare vai ajudar hospitais e cuidadores a gerenciar melhor as necessidades de seus pacientes e funcionários e tornar a implantação de recursos ainda mais eficiente.

Esta solução também melhora a segurança e acessibilidade dos dados, gerando melhores resultados operacionais. Vai estar disponível a partir de hoje e mais informações de seus recursos estão disponíveis no blog do Microsoft Industry.

Project Reunion para Windows

Um dos tópicos para o Microsoft Build 2020 também engloba o recém-anunciado Project Reunion, uma evolução da plataforma de desenvolvedores do Windows que o tornará mais ágil. Esse recurso simplificará como os desenvolvedores modernizam os aplicativos existentes e criam novos, reduzindo a fragmentação entre a API do Windows e a Plataforma Universal do Windows.

Ele ainda fornece uma plataforma comum e compatível com versões anteriores do código existente e das mais recentes inovações da plataforma do cliente.

Fluid para Microsoft 365

Na Build, a Microsoft também apresenta a primeira maneira para os usuários finais experimentarem o Fluid Framework no Microsoft 365, com a prévia de recursos que a Microsoft chama de Fluid Workspaces e Fluid Components.

O Fluids Workspaces e o Fluid Components funcionam da mesma maneira que a Web para fornecer o nível certo de contexto e conexão, além de capturar de forma integrada os follow-ups in-line e editar itens de ação com uma equipe inteira. A ideia é que o Fluids Workspaces e o Fluid Components acabem por integrar novos recursos ao longo do tempo, assim como a evolução de seus serviços é uma meta para o futuro na Microsoft.

O que acaba por chamar a atenção trata-se exatamente em sua nova abordagem na criação de documentos. Pode ser criado documentos com blocos específicos de texto, imagens, tabelas, listas de tarefas, muito próximo daquilo que já se vê em uso no WordPress, só que para uma plataforma Microsoft. É ideal para manter a produtividade sem abrir conta da organização, evitando, inclusive, pequenos deslizes, como a perca de texto ou imagens.

Essa prévia inicial incluiu textos, tabelas e listas vai estar disponível para criação no Outlook Web e Office.com. Usuários do Microsoft 365 Enterprise e educadores cadastrados no Targeted Release logo já vão poder ter acesso ao Fluid.

Novidades para o Microsoft Edge

Interface do Microsoft Edge, que ganha novidades para o Microsoft Build 2020
Microsoft Edge também ganha novidades para o Microsoft Build 2020

A Microsoft Build 2020 marca também um ano desde o anuncio do Microsoft Edge, nova versão de seu navegador, que, desde então, vem sempre se inovando e renovando e, como deveria ser, chega também para o Buid com novidades. Praticamente quase todos os dispositivos com Windows 10 vão poder ser atualizados para o Microsoft Edge em algumas semanas.

O Microsoft Edge Add-on passou por melhorias para facilitar as buscas, sendo adicionados itens como novas categorias, modos de pesquisa e um novo layout. Além disso, o Adds-on ganhou novas funções como foco na produtividade como a união do Collection com o Pinterest, que permite organizar e salvar e, de quebra encontrar novas sugestões para qualquer assunto que seja durante a navegação.

Quanto a função de pesquisa, esse também ganhou novas funções para o Microsoft Edge. Agora, ao invés de abrir uma nova guia para pesquisas, o usuário pode utilizar a barra de pesquisa lateral, que fica oculta para não atrapalhar a navegação, mas que pode ser aberta a qualquer momento.

Simulação de uso do Microsoft Edge para desenvolvedores
Os desenvolvedores vão poder sincronizar e customizar seus dados de modo a não perdê-los com o Microsoft Edge

Já para desenvolvedores se destacam recursos como a nova opção de sincronização e customização do navegador, que ajudar a manter o trabalho sempre salvo, como também o suporte para o Windows Information Protection, que permite separar suas informações pessoais de dados corporativos e, de quebra, torná-lo ainda mais segura contra invasões.

O Bing também conta com novidades já que sua página de pesquisa foi repaginada de forma a atender as expecttaivas e demandas do ambiente corporativo. Todos os usuários com Microsoft 365, sendo esses com credenciais corporativas, vão ter acesso a informações como pessoas, arquivos e sites internos da empresa, uma iniciativa da Microsoft para que o ambiente corporativo adote de vez o suite 365, além de tornar o processo de migração para o Microsoft Edge ainda mais atrativo.

Por fim, um Supercomputador

supercomputador da microsoft

Talvez um dos maiores destaques da Microsoft Build para esse ano seja o anuncio de seu Supercomputador. Considerado o quinto entre os 500 maiores supercomputadores do mundo, o que faz se destcar entre os demais é ser o primeiro a fazer uso da nuvem.

Construído em colaboração e exclusivamente com a OpenAI — laboratório de pesquisas avançadas de Inteligência Artificial — o supercomputador da Microsoft foi desenvolvido especificamente para treinar modelos de IA distribuídos em massa, oferecendo todos os benefícios de um dispositivo dedicado combinado com os benefícios da robusta infraestrutura de nuvem moderna do Azure.

A sua capacidade por si só impressiona também: são mais de 285,000 núcleos de CPU, 10,000 GPUs, e ainda 400 gigabits por segundo de conectividade de rede para cada servidor GPU. Para empresas com as cargas de trabalho de IA mais exigentes, um supercomputador hospedado em uma infraestrutura pública ajudará a acelerar o desenvolvimento da IA.

Além disso, os produtos e serviços da Microsoft vão se beneficiar das novas tecnologias de supercomputação de IA e dos grandes modelos de ML, que se traduzirão em aumento de produtividade e novas experiências para os clientes.

O que você achou dos anúncios da Microsoft para a Microsoft Build 2020? Compartilhe conosco nos comentários.

Fonte: Microsoft

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário