Watson, a inteligência artificial da IBM, ganha novos recursos

Harish Natarajan IBM sobre palco, em debate
Com uso comercial das tecnologias chegando até o final de 2020, a IBM Watson terá adições do Processamento de Linguagem Natural.

A IBM, companhia multinacional de tecnologia e líder em inteligência artificial, anunciou hoje (11) uma melhoria nas tecnologias da IA (Inteligência Artificial) IBM Watson, cuja proposta é “ajudar organizações a identificar analisar alguns dos maiores desafios da linguagem humana com mais clareza“.

Na prática, as novas tecnologias são a primeira forma de comercialização das capacidades essenciais de Natural Language Processing (sigla NLP, traduzida como Processamento de Linguagem Natural) presentes no projeto de pesquisa Project Debater do IBM Research. O projeto é o único sistema de Inteligência Artificial capaz de debater com humanos sobre tópicos complexos.

John Donvan e Harish Natarajan sobre palco, junto a IA da IBM
Jornalista John Donvan e campeão de debates Harish Natarajan junto a IA da IBM.

Um exemplo da aplicação é facilitar a compreensão (pela máquina) de expressões coloquiais e gírias que utilizamos no dia-a-dia, pela primeira vez em uma IA.

Com a análise avançada de sentimentos, as empresas podem começar a analisar esses dados de linguagem com as APIs da Watson para obter um entendimento mais holístico de suas operações. Além disso, a IBM está trazendo tecnologia de sua divisão de pesquisa, IBM Research, para entender documentos de negócios, como PDFs e contratos, para também adicionar aos seus modelos de IA.

IBM, em comunicado oficial

A linguagem é uma ferramenta para expressar pensamentos e opiniões, tanto quanto uma ferramenta para obter informações“, explica Rob Thomas, Gerente Geral da IBM Data and AI. Com isso, a IBM integra tecnologias do Project Debater à Watson, possibilitando empresas de compreenderem a linguagem humana e transformando “a maneira como utilizam o capital intelectual que está codificado nos dados“.

O “ABC” da IBM

Para facilitar a compreensão desta integração gradativa, há um resumo básico de três pontos que são um pilar destes avanços. Conheça-os na sequência:

Análise

Advanced Sentiment Analysis (ou a “análise avançada de sentimentos”). Com isso, é possível identificar e entender melhor construções mais complexas de palavras, como frases e expressões, e dando melhor contexto a palavras que podem assumir novo significado em uma frase. Exemplo: a expressão em inglês “hardly helpful”, na qual ‘hard’ não tem sentido de ‘difícil’ (tradução literal), mas sim de ‘pouco’.

emojis, sms, algoritmo de análise de sentimentos
Uma mensagem é compreendida pelo algoritmo, que pode interpretar uma mesma palavra com múltiplos significados levando em consideração um contexto distinto (Reprodução; Twilio/Editada)

Com base na tecnologia de classificação com deep learning do Project Debater, os novos recursos podem aprender com algumas centenas de amostras para fazer novas classificações de maneira rápida e fácil – o que possibilita a criação de modelos de IA pelos próprios clientes, para classificar com mais facilidade as cláusulas em documentos comerciais, como contratos de compras.

A tecnologia será integrada à Watson Natural Language Understanding em inglês ainda no mês de março, e até o final do ano chegará em português.

Briefs

Summarization (ou “resumo”). A tecnologia é responsável por extrair dados textuais de várias fontes para fornecer um resumo do que está sendo dito e escrito. Uma versão inicial deste Summarization foi utilizada no Grammy de 2020, analisando 18 milhões de textos (dentre artigos, blogs e biografias) para produção de insights sobre centenas de artistas e celebridades.

Lewis Capaldi sentado sobre paisagem vermelha
“Lewis Capaldi encontrou sua paixão pela música aos 4 anos de idade, quando se apresentou pela primeira vez em um acampamento de verão” (Reprodução; Grammy)

Os dados foram usados na transmissão ao vivo do tapete vermelho e em fotos e vídeos sob demanda no site do evento, fornecendo aos fãs um contexto mais amplo sobre os principais tópicos da noite. Chegará no final deste ano ao IBM Watson Natural Language Understanding.

Clustering

Advanced Topic Clustering (ou o “agrupamento de tópicos avançados”). Com base nos insights do Project Debater, as técnicas de agrupamento de tópicos permitem agrupar os dados recebidos para criar tópicos de informações, atribuindo um sentido. Assim, os dados podem ser analisados.

O ATC também permitirá que especialistas personalizem e ajustem os tópicos para refletir a linguagem de empresas ou setores específicos, como seguros, saúde e manufatura. A técnica será integrada ao Watson Discovery no final deste ano.

Outros usos da I.A.

mulher em frente a computador, exibindo gráficos
Você também pode construir apps com a linguagem natural da IBM (Reprodução; IBM)

Por meio da Watson, a IBM trouxe para o mercado a Processamento de Linguagem Natural que citamos anteriormente, tecnologia que surgiu parcialmente na divisão de pesquisa IBM Research. São produtos como o Watson Discovery (compreensão de documentos) IBM Watson Assistant (assistentes virtuais) e Watson Natural Language Understanding (análise avançada de sentimento), todos têm NLP.

No site deles é possível ingressar gratuitamente na engine de criação do NLP, criando uma conta e aproveitando das tecnologias. O melhor de tudo é que não há necessidade de cadastrar seu cartão de crédito, o que costuma ser uma proposta enganosa em diversas plataformas atrativas – felizmente, este não é o caso!

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário