Google pode doar um Home Mini para cada casa nos EUA

Google pode doar um Home Mini para cada casa nos EUA
O Google Home Mini é o alto-falante inteligente mais acessível da empresa. Ainda assim, se trata de um investimento gigantesco.

Como maneira de competir com a Amazon Alexa, a Alphabet, proprietária do Google, deve doar um Google Home Mini para cada casa situada nos Estados Unidos. Essa estratégia demonstra, acima de tudo, o comprometimento da empresa para com a inteligência artificial e principalmente, o Google Assistente.

US$ 3 bilhões é um preço baixo a se pagar

Não é surpreendente saber que tal empreendimento custará aproximadamente US$ 3,3 bilhões (cerca de R$ 12,7 bilhões) para sair do papel. A informação, que é do analista Brian Nowak, da Morgan Stanley, ainda não foi confirmada pela Alphabet.

Google pode doar um Home Mini para cada casa nos EUA
Google Home Mini é, de fato, bem fácil de encaixar em casa.

Segundo Nowak, o Google estaria perdendo espaço, ao menos nessa área, para o maior nome quando o assunto é assistente pessoal: Alexa. Para entender o porquê da assistente da Amazon ser tão forte lá fora, confira nosso artigo onde falamos da Alexa na CES 2018.

Ou seja, para evitar que a Alexa domine todo o mercado, tal estratégia, que ajudaria a propagar ainda mais o Google Assistente – que já está incluso em vários smartphones com Android – seria absolutamente necessária.

No entanto, apesar de oferecerem um dispositivo “Google Home” de baixo custo como o Mini, ainda se trata de um baita investimento. Isto porque, acima de tudo, um Google Home Mini sai por nada menos que US$ 49,00 a unidade – aproximadamente R$ 189,89, sem impostos.

Google pode doar um Home Mini para cada casa nos EUA
Amazon Echo Dot (alto-falante menor) é o principal concorrente do Google Home Mini.

De acordo com a projeção do analista, a Alphabet lucraria cerca de cinco vezes o valor investido nos próximos 5 anos. Entretanto, caso ele esteja errado sobre essa ideia radical e o Google simplesmente não aja, em 2022, a Amazon terá cerca de 1,3 vezes mais smart speakers em casas estadunidenses do que o Google.

Ainda assim, não é possível afirmar que as pessoas simplesmente iriam utilizar o Google Assistente em seu cotidiano. Afinal, é necessário muito progresso no âmbito da IA para que as pessoas se sintam confortáveis e habituadas com ferramentas como o próprio Google Home Mini.

Mas e você, usaria um alto-falante inteligente caso o ganhasse de graça? Conta pra gente aí nos comentários!

Fonte: MarketWatch.

Leia também

Informações online influenciam 94% das vendas de smartphones

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário