Galaxy Fold: Samsung planeja vender 6 milhões de unidades em 2020, diz site

Samsung
De acordo com o site ET News, a Samsung planejava produzir 10 milhões de Galaxy Fold em 2020, mas a empresa voltou atrás e deve chegar em seis milhões
Anúncio
Samsung  campanha  Connected Living para promover conectividade de produtos  do lar

A Samsung planeja expandir agressivamente a produção do Galaxy Fold, seu primeiro smartphone de tela dobrável. Segundo o portal coreano ET News, a fabricante pretende vender seis milhões de telefones dobráveis em 2020 e, no momento, ela está analisando se é possível atingir o objetivo.

Segundo um representante do setor, inicialmente, a Samsung havia pensado em ampliar a produção para 10 milhões de unidades, já que o Galaxy Fold recebeu críticas positivas após o lançamento. Embora isso, a companhia voltou atrás e estabeleceu uma meta de seis milhões, afirma o site. O volume de vendas do Galaxy Fold em 2019 é de cerca de 500 mil unidades, consequentemente, o número gerou aumento de expectativa na empresa.

Galaxy Fold, o primeiro smartphone dobrável da Samsung
Galaxy Fold, o primeiro smartphone dobrável da Samsung

Meta da Samsung com o Galaxy Fold

Atualmente, a Samsung está vendendo o Galaxy Fold em lotes de 10 mil unidades. Para atingir a meta em 2020, a companhia deve fazer investimentos em instalações e equipamentos no Vietnã. Também é necessário ampliar a capacidade de produção dos componentes e materiais do smartphone dobrável.

Por outro lado, empresas de pesquisa de mercado acreditam que a Samsung terá dificuldade em chegar ou passar dos seis milhões. Eles dizem que a companhia tende a ser a maior em vendas de smartphones dobráveis no próximo ano, contudo, há expectativa de que ela consiga chegar nos 4-5 milhões de unidades, diz o DSCC. Já o IHS Markit foi mais pessimista, fixando o número em apenas três milhões.

O volume de vendas anual do Galaxy Note excede a casa dos 10 milhões de unidades. Se o smartphone dobrável conquistar mercado como um aparelho premium, ele poderá se consagrar com uma nova linha de produtos e aumentar a taxa de lucro da Samsung. Vale dizer que seis milhões com o Galaxy Fold é um número consideravelmente baixo, fazendo uma comparação com a quantidade de aparelhos que a Samsung produz. Já a indústria acredita que haverá 10 milhões de celulares dobráveis em 2021.

Além do Galaxy Fold, a empresa trabalha em um novo celular dobrável, afirma o site ET News
Além do Galaxy Fold, a empresa trabalha em um novo celular dobrável, afirma o site ET News

Além do Galaxy Fold, rumores dizem que a empresa está trabalhando em um novo celular dobrável. A expectativa era que ele fosse apresentado no primeiro trimestre de 2020, mas ET News informa que pode haver atraso. O desafio da Samsung agora, assim como outras empresas que apresentaram celulares dobráveis, é convencer as pessoas de que esses aparelhos são bons o suficiente como os “comuns”.

Por ora, não há nada confirmado por parte da companhia sul-coreana sobre a ampliação de produção do Galaxy Fold. Se a demanda vai aumentar o tanto quanto a Samsung espera é algo que teremos que aguardar para ver.

Fonte: ET News.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário