Jack Dorsey e Jay-Z doam US$23,6 milhões para fundo de desenvolvimento do Bitcoin

Jack dorsey e jay-z doam us$23,6 milhões para fundo de desenvolvimento do bitcoin
Doações para o fundo de desenvolvimento do Bitcoin acontecem em meio à tentativa do governo indiano de criar sua própria moeda digital

Jack Dorsey, CEO do Twitter, e o rapper norte-americano Jay Z  anunciaram nesta sexta-feira (12) a doação de 500 bitcoins para financiar o fundo de desenvolvimento do Bitcoin na Índia e na África. O valor doado por Jack Dorsey e Jay-Z corresponde a US$ 23,6 milhões.

O objetivo do fundo patrimonial, que recebeu o nome de ₿Trust, é “fazer do bitcoin a moeda da internet”. O ₿Trust “será um fundo cego e irrevogável”, afirmou Dorsey. Além disso, Jack Dorsey e Jay-Z não darão nenhum tipo de orientação para a equipe do fundo de desenvolvimento do Bitcoin. Dorsey afirmou ainda que será preciso escolher três membros para compor o conselho do fundo patrimonial e compartilhou, em sua conta no Twitter, um formulário de inscrição para os interessados

Fundo de desenvolvimento do Bitcoin e a regulamentação das criptomoedas

Fundo de desenvolvimento do bitcoin
Índia deve apresentar, em breve, o projeto de lei para a regulamentação das criptomoedas no país

O anúncio da doação de Jack Dorsey e Jay-Z para a criação de um fundo de desenvolvimento do Bitcoin acontece em meio ao crescimento de medidas regulatórias na África e na Índia. O governo indiano está prestes a introduzir uma lei para proibir as transações de criptomoedas privadas no país. Segundo informações divulgadas pelo Economic Times, a Índia pretende banir as criptomoedas privadas e criar uma moeda digital pública. O governo chegou a apresentar em janeiro a regulamentação da Lei Oficial da Moeda Digital de 2021, que pode ser o primeiro passo para a “introdução da rupia digital” na Índia, conforme afirmou o Economic Times. 

As criptomoedas também passam por um período de crescimento e uma possível regulamentação no continente africano. Segundo o TechCrunch, as transações de criptomoedas na Nigéria registraram uma movimentação de US$ 500 milhões nas bolsas de valores locais. De acordo com o site, a Nigéria fica atrás apenas dos Estados Unidos em relação à quantidade de Bitcoin negociados nos últimos cinco anos. No entanto, os governos locais também estudam medidas para regulamentar o uso de criptomoedas.

Durante os protestos #EndSARS, que mobilizaram a Nigéria em meio a pandemia de COVID-19 em 2020, as transações de criptomoedas subiram significativamente. Na tentativa de parar as manifestações, o governo local fechou as contas bancárias das pessoas que estavam participando dos protestos. Mas o movimento conseguiu se manter graças às doações de Bitcoin e outras criptomoedas. 

Fundo de desenvolvimento do bitcoin
Apesar da pressão do governo, o Bitcoin está revolucionando os meios de pagamento na Nigéria

No início de fevereiro deste ano, o Banco Central da Nigéria (BCN) baniu o processamento de transações com criptomoedas e o governo quer criar medidas para regulamentar as criptomoedas. Na última quinta-feira (11), o senador Sani Musa afirmou que “o Bitcoin tornou a moeda local quase inútil ou sem valor” e deixou claro que é preciso regulamentar a situação.

De acordo com o TechCrunch, o Banco Central do Quênia está disposto a adotar o Bitcoin “como uma moeda de reserva”, devido à volatilidade da moeda local, o xelim queniano, em relação ao dólar. Vale ressaltar que em 2020, o Quênia foi o segundo país do continente africano que mais fez transações com bitcoins. 

Apesar das medidas regulatórias e de algumas restrições, o crescimento das transações com criptomoedas é evidente. O fundo de desenvolvimento do Bitcoin pode ajudar a África e a Índia a aproveitarem melhor os benefícios da criptomoeda. Como as moedas locais nessas regiões costumam ser mais fracas, a adoção em massa do Bitcoin pode ter um reflexo econômico positivo.

A doação de Jack Dorsey e Jay-Z para o fundo de desenvolvimento do Bitcoin acontece em um momento no qual grandes companhias como a Tesla, que investiu US$1,5 bilhão em Bitcoin, estão mirando na compra de Bitcoin e valorização da criptomoeda está em alta. Somente a empresa de pagamentos Square, que também é de Jack Dorsey, investiu US$ 50 milhões em Bitcoin no ano passado. Além disso, o Twitter não descarta a possibilidade de usar Bitcoin para realizar pagamentos de fornecedores e colaboradores.

Fonte: TechCrunch; Gadgets; Economic Times

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário