Com a crise do coronavírus, Facebook anuncia bônus de US$ 1.000 a todos os funcionários

CEO do Facebook
Além do extra de 1.000 dólares por causa do coronavírus, o Facebook poderá fornecer outros bônus e anunciou ajuda aos pequenos empresários

Em meio a pandemia do novo coronavírus, o Facebook estuda ajudar todos os seus funcionários com um bônus de 1.000 dólares (cerca de 5 mil reais, fazendo a conversão). A medida foi tomada por Mark Zuckerberg, CEO da empresa, em um comunicado interno na terça-feira passada. 

De acordo com o portal The Information, além do montante aos trabalhadores, o Facebook irá analisar algumas revisões semestrais de 2020, podendo fornecer ainda outros bônus aos quase 45 mil colaboradores. 

“Sei que este é um momento incrivelmente estressante para todos, e aprecio tudo o que vocês estão fazendo para se adaptar, cuidar de si e de suas famílias e garantir que possamos continuar fornecendo uma importante infraestrutura social e de comunicação para bilhões de pessoas em todo o mundo”.

Mark Zuckerberg, em comunicado interno.
Placa com positivo do prédio do Facebook nos Estados Unidos
Todos os funcionários do Facebook irão receber um bônus de 1.000 dólares

Apesar de o valor abranger uma boa parte dos funcionários, o Facebook não deixou claro se os colaboradores terceirizados receberão o bônus. A empresa conta com alguns moderadores de conteúdo que atuam em tempo integral. 

Ainda que eles não possam trabalhar ou se precisarem ficar em suas residências por causa do coronavírus, o Facebook informou que manterá o pagamento de seus trabalhadores normalmente, por hora. 

Para combater a disseminação do Covid-19, a companhia solicitou que todos os funcionários de Bay Area e Seattle (Estados Unidos) trabalhem em casa. As visitas em seus escritórios pelo mundo estão banidas. 

Interior do escritório do Facebook com uma placa com o nome da empresa
Funcionários da empresa já estão trabalhando em sistema home office

O grupo é uma dos maiores empregadores do Vale do Silício e tem sede em Menlo Park, na Califórnia. A cidade está sob quarentena até o dia 7 de abril. 

Outras grandes companhias estão adotando medidas similares ao do Facebook para ajudar seus empregados durante a pandemia de coronavírus. É caso da Shopify, a canadense do e-commerce possui cerca de cinco mil trabalhadores e anunciou um bônus de 1.000 dólares para ajudá-los com despesas relacionadas ao home office

Facebook ajudará pequenos empresários

Em seu blog, o Facebook informou que ajudará pequenas empresas durante a crise do novo coronavírus. Eles vão fornecer 100 milhões de dólares para ajuda e crédito em anúncios. Até 30 mil empreendedores poderão ser beneficiados com o apoio da rede social. 

“Sabemos que sua empresa pode estar sofrendo interrupções resultantes do surto global de COVID-19. Ouvimos dizer que um pouco de apoio financeiro pode percorrer um longo caminho, por isso estamos oferecendo US$ 100 milhões em doações em dinheiro e créditos de anúncios para ajudar durante esse período desafiador”, diz o texto do Facebook na íntegra. 

Fonte: The Verge; The Information.