Fabricante de drones DJI é banida dos EUA, junto com outras empresas chinesas

Fabricante de drones dji é banida dos eua, junto com outras empresas chinesas. Em um total de 77 empresas que integram a lista americana de restrição, a chinesa dji é banida sob justificativa de segurança nacional dos eua
Em um total de 77 empresas que integram a lista americana de restrição, a chinesa DJI é banida sob justificativa de segurança nacional dos EUA

Hoje (18) o Departamento de Comércio dos Estados Unidos informou que a DJI é banida do país, sendo adicionada à lista de restrições estadunidenses com o objetivo de “proteger a segurança nacional dos EUA“. Junto da companhia fabricante de drones, mais de 60 empresas chinesas entraram na “lista de entidades” banidas, incluindo a gigante produtora de chips Semiconductor Manufacturing International Corporation (SMIC).

Há mais de 14 anos, a DJI tem sido uma das pioneiras no mercado de drones ao redor do mundo, comandando só nos EUA 77% no mercado do nicho respectivo. Tensões entre a China e os EUA têm se tornado uma preocupação grande do ponto de vista da DJI no país de Trump, com os recursos de vigilância sendo um ponto crítico do problema. Lembra-se que as duas potências mundiais entraram em confronto em questões que vão do comércio à pandemia.

Dji fábrica, drones sobre esteira azul
Fábrica da dji mostra drones ativos sobre esteira (reprodução/dronedj)

O Departamento afirma que há diversos registros na imprensa livre que explicam “como a DJI compõe estado de vigilância e supressão geral” em território chinês. Além dos drones comercializados abertamente a consumidores, a DJI também possui amplo alcance em aplicações industriais e governamentais, com uma linha de produtos sendo uma seção de suas ofertas empresariais.

Em comunicado oficial, o Departamento afirma que a decisão tomada por eles “tem origem na doutrina de fusão civil-militar da China” e “evidências de atividades entre a SMIC e entidades de interesse no complexo industrial militar” do território. Outro documento também informa, além da limitação chinesa, empresas com base em: Hong Kong, Rússia, Emirados Árabes, Paquistão, Malta, Itália, França, Alemanha e Bulgária.

A DJI é banida com outras empresas, que se juntam à Huawei nos nomes que são negados acesso à tecnologia dos EUA, de software a circuitos. O presidente americano atual foi bem expressivo ao tratar de sanções contra a China, antecipando a entrada de Joe Biden em sua substituição no ano que vem.

Fabricante de drones dji é banida dos eua, junto com outras empresas chinesas. Em um total de 77 empresas que integram a lista americana de restrição, a chinesa dji é banida sob justificativa de segurança nacional dos eua
A huawei foi outra importante afetada pelas decisões do governo norte-americano (reprodução/newswire and newswire)

Para empresas norte-americanas exportadoras de itens à SMIC, para produção de chips de 10 nanômetros ou mais avançados, os pedidos de licença enfrentarão “suposição de negação“. De acordo com especialistas da área, em resposta ao ato americano a China planeja fornecer todo o suporte necessário aos “semicondutores de terceira geração” (como são chamados) em um plano de cinco anos, com objetivo em aumentar a autossuficiência doméstica na fabricação de chips.

A DJI é banida dos Estados Unidos por razões de segurança nacional, mas vale lembrar que, em 2019, a empresa teve um plano de combate à malária no continente africano, prova adicional de que o foco militar é somente uma parcela da atuação da companhia ao redor do globo. E aí, o que achou das decisões dos EUA a respeito da fabricante de drones? Conte para a gente nos comentários abaixo!

FONTES: TechCrunch, DroneDJ, Bloomberg, Business Insider

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário