CEO do TikTok, Kevin Mayer renuncia após apenas 100 dias no cargo

tiktok
Motivo não foi esclarecido, mas boatos dizem que Mayer não gostou do volume da briga do aplicativo com o governo americano: Vanessa Pappas será a CEO do TikTok de forma interina

Após apenas 100 dias ocupando a posição, Kevin Mayer renunciou ao cargo de CEO do TikTok nos Estados Unidos. Ele havia assumido o posto na metade do mês de maio, após deixar uma posição de prestígio na Disney para liderar o app de vídeos, cujo dono é a gigante chinesa ByteDance.

A saída de Mayer se dá em meio à briga entre a companhia chinesa e o governo dos Estados Unidos: no início de agosto, o presidente Donald Trump assinou uma ordem executiva que efetivamente impede o TikTok de atuar no mercado norte-americano caso a ByteDance não venda suas operações locais até o meio de novembro.

Kevin Mayer assumiu o cargo de CEO do TikTok em maio, mas deixa o cargo após 100 dias em meio a brigas políticas entre o app e o governo de Donald Trump (Foto: Damian Dovarganes/Associated Press)
Kevin Mayer assumiu o cargo de CEO do TikTok em maio, mas deixa o cargo após 100 dias em meio a brigas políticas entre o app e o governo de Donald Trump (Foto: Damian Dovarganes/Associated Press)

Segundo o entendimento de Trump, o TikTok está coletando dados sigilosos de seus usuários e enviando-os de volta ao governo chinês baseado em Beijing. O app não apenas nega as acusações, como moveu um processo, na última semana, contra o governo dos EUA, combatendo o banimento.

“Nós reconhecemos que as dinâmicas políticas dos últimos meses tenham significativamente alterado o escopo do papel desempenhado por Kevin daqui para frente, e nós respeitamos totalmente a sua decisão. Agradecemos a ele pelo tempo dedicado à empresa e lhe desejamos o melhor”, disse ao Techcrunch um porta-voz do TikTok.

Por que o CEO do TikTok saiu?

O motivo para a saída de Mayer não foi oficialmente confirmado nem por ele, nem pelo TikTok, mas rumores publicados por vários veículos da imprensa americana dão conta de que ele ficou descontente com a briga entre Washington e Beijing, e como o aplicativo da ByteDance estava no meio deste fogo cruzado.

Segundo o New York Times, Mayer havia anunciado a sua decisão pela renúncia em uma nota divulgada internamente aos funcionários do TikTok. Já ao Financial Times, fontes ouvidas pelo site afirmaram que Mayer “não esperava pela extensão com a qual o TikTok se envolveu com as tensões entre China e EUA” e que o então CEO “não havia entrado [na empresa] para isso”.

Um dos efeitos da ordem executiva de Trump foi a atração de investidores em potencial para adquirir as operações americanas do TikTok, com a Microsoft anunciando publicamente o seu interesse e rumores rodeando o Twitter. Um outro potencial comprador — este, bastante inesperado — foi a Oracle, mas esta informação não foi confirmada oficialmente pela empresa.

Com a saída de Kevin Mayer, a atual diretora geral do TikTok, Vanessa Pappas, assumirá o cargo de CEO interinamente.

Fonte: Techcrunch / New York Times / Financial Times

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário