Bolsa de Valores aciona circuit breaker após queda de 10%

circuitB3 2
Mecanismo de proteção da bolsa de valores é acionado após forte queda, impulsionada pelo preço do petróleo
Anúncio
Samsung  campanha  Connected Living para promover conectividade de produtos  do lar

A B3, bolsa de valores que opera ações no mercado brasileiro, acionou o circuit breaker na manhã desta segunda-feira (09), após o índice Ibovespa registrar queda de 10,02%, chegando aos 88.178 pontos. O dólar comercial reagiu à queda na bolsa com alta de 2,98%, atingindo R$ 4,7713 na compra e a R$ 4,7724 na venda.

A queda registrada no Ibovespa acompanha a baixa de 22,91% no preço do barril de petróleo do tipo Brent, referência de preço para a Petrobras, que chega a US$34,89. Um evento determinante para a queda no valor do barril de petróleo foi o fracasso na negociação entre a Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) e a Rússia, que pretendia reduzir a produção de petróleo para ajustar a oferta à demanda do mercado, que reduziu coincidentemente com a recente epidemia do coronavírus.

O que é o circuit breaker da bolsa de valores?

Para proteger um colapso no mercado financeiro, existe um mecanismo que paralisa as negociações de papéis na bolsa de valores, chamado circuit breaker. Ele é acionado sempre que ocorrem variações abruptas e atípicas no mercado de ações, sejam elas positivas ou negativas.

O circuit breaker é acionado sempre que o índice Ibovespa cai a partir de 10% em relação ao fechamento do último pregão. As negociações dos papéis ficam paralisadas e retomam após 30 minutos. O mercado volta a operar, porém se a queda persistir e atingir baixa de 15%, uma nova paralisação ocorre, desta vez por 1 hora. Após esse período, as negociações voltam, entretanto se a queda persistir e atingir 20% (lembrando: sempre em relação ao fechamento do pregão do dia anterior), a B3 pode determinar a suspensão da negociação dos papéis por tempo determinado conforme seus próprios critérios, e o mercado deve ser comunicado sobre sua decisão.

circuit breaker bolsa de valores michel temer
Circuit breaker da B3 havia sido acionado pela última vez em 2017, após denúncias contra o então presidente Michel Temer

A última vez que o circuit breaker foi acionado na B3 ocorreu em 18 de maio de 2017, após o Ibovespa cair 10,47% após as denúncias contra o então presidente Michel Temer, envolvendo o dono da JBS, Joesley Batista.

Fontes: B3, InfoMoney

1 Comentário

Clique aqui para postar um comentário