Azure impulsiona resultados trimestrais da Microsoft

Resultados trimestrais da microsoftsatya-nadella
Receita cresceu 17% no último trimestre; produtos e serviços em nuvem são os principais responsáveis pelos resultados trimestrais da Microsoft

Os resultados trimestrais da Microsoft superam expectativas dos analistas. O lucro líquido por ação (LPA) foi de US$ 2,03, enquanto as previsões eram de que a Microsoft atingiria um LPA de US$ 1,64. A receita do FY Q2 2021 (segundo trimestre do ano fiscal de 2021, que se iniciou na metade de 2020 e encerrou em 31 de dezembro de 2020) foi de US$ 43,1 bilhões, representando um aumento de 17% em relação ao ano anterior. Sendo que a expectativa divulgada pelo Dow Jones Newswires era de uma receita de US$ 40,2 bilhões. Já o lucro líquido da empresa foi de US$ 15,5 bilhões e teve um aumento de 33%, em comparação ao mesmo período de 2019.

O mercado financeiro reagiu bem aos resultados trimestrais da Microsoft. Após a divulgação do balanço e o fechamento da bolsa de valores Nasdaq, as ações da Microsoft chegaram a US$ 243, representando uma alta de 5%. Com isso, a companhia atingiu um valor de mercado de US$ 1,75 trilhão e está perto de atingir uma marca histórica, alcançada somente pela Apple, de valer US$ 2 trilhões. 

Computação em nuvem foi a grande responsável pelos resultados trimestrais da Microsoft 

A pandemia de COVID-19 e o distanciamento social refletiram nos resultados trimestrais da Microsoft. Com o aumento do trabalho remoto as empresas precisaram fazer mudanças estratégicas e investir em serviços e produtos em nuvem para garantir a manutenção das atividades. Para Dan Ives, analista da consultoria WedBush Securities, o home office acabou “incentivando ainda mais as empresas a fazerem mudanças estratégicas para serviços de nuvem” e isso acabou impactando positivamente os resultados trimestrais da Microsoft.

Um dos destaques para os resultados financeiros alcançados pela companhia foi o Microsoft Azure, somente o segmento de computação em nuvem teve um aumento de 50%. A receita na divisão de nuvem inteligente, Intelligent Cloud, foi de US $ 14,6 bilhões, uma alta de 23% em relação ao mesmo período do ano anterior. Enquanto a receita do Office Commercial aumentou 11% e os produtos e serviços do Office Consumer cresceram 7%. Além disso, o número de assinaturas do Microsoft 365 Consumer chegou a 47,5 milhões.

Resultados trimestrais da microsoft
Xbox também foi um dos principais responsáveis pelos resultados trimestrais da Microsoft

Outro segmento que impulsionou os resultados da Microsoft foi o segmento de jogos. O que também pode ser justificado pela pandemia de coronavírus. Com o isolamento social, muitas pessoas recorrem a alternativas de entretenimento dentro de casa. Como reflexo desse cenário, a Microsoft viu a divisão de conteúdos e serviços do Xbox crescer 40%.

Somente o Game Pass atingiu a marca de 18 milhões de assinantes, enquanto o Xbox Live possui 100 milhões de usuários ativos mensalmente. Além disso, o lançamento do Xbox Series X e Series S também impactou nos resultados da Microsoft, sendo que a receita obtida com os hardwares teve alta de 86%.

A Microsoft também viu a receita do LinkedIn aumentar em 23%, graças ao aumento na demanda por soluções de marketing e publicidade implantadas pela plataforma como a introdução de uma nova página de produtos, visando a geração de leads.

A expectativa é que o segmento em nuvem da Microsoft continue crescendo. De acordo com Satya Nadella, CEO da empresa, 2020 foi um ano de transformações digitais e a Microsoft “está impulsionando essa mudança”. Atualmente, a Microsoft é a segunda maior empresa a oferecer serviços e produtos em nuvem, ficando atrás apenas da plataforma Amazon Web Services.

Fonte: Microsoft; ZDNet; Windows Center [1]e [2]; MS Power User [1] e[2]

Tags

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário